domingo, 14 de janeiro de 2018

Expectativas para 2018

Eu, Ivan, Lord das terras baixas do Veneza, declaro aberta as atividades do ano de 2018 no glorioso blog INDQ! Que soem as trombetas! - Tararam-tam-tam!

Como vocês passaram a virada de ano? A minha foi como todo ano. Fiquei em casa assistindo filmes, se não fosse o barulho dos fogos, nem teria percebido que depois de domingo vem a segunda-feira.
Enfim, depois desta introdução vamos ao que interessa!


Algumas metas para 2018

Reformar a minha casa. Eu planejo instaurar a era "dreamquester" e por fim a era das gambiarras. Vou colocar azulejo em tudo, até no teto. Jogarei fora muitas tranqueiras que servem mais como criadouros de baratas e comprar móveis novos. Isso não é só por mim, mas por minha mãe que merece um pouco mais de conforto.

Continuar a frequentar academia. Porque não basta perder peso, tem que definir também. Já sinto uma leve diferença na musculatura do meu corpo, mas eu quero mais! Treinar até ficar verde...

Sair mais com meus amigos. Ir ao cinema, tomar sorvete, jogar conversa fora e puxar outras conversas do lixo. Se contar amigo imaginário devo ter uns 5 amigos no total. Meu maior problema com amigos não é ter poucos amigos, sim o fato de eu "sumir", até mesmo ficar incomunicável algumas vezes.

Começar a planejar a busca por um novo emprego em 2019. Sim, meu tempo de tolerância em um emprego é de dois anos. Passou disso eu já começo a ficar injuriado. Como será esse planejamento? Talvez fazendo algum curso específico, não sei ainda.

Desenhar mais e mais. Esse é o carro-chefe do blog. Sinto que esse é o momento de passar algumas ideias para o papel.

E por último, mas não menos importante: dominar o mundo e escravizar as raças inferiores. Brincadeirinha, seu zé ruela!

Estas são as minhas metas para este ano. Antes de fazer esta listinha, pensei em muitas coisas, mas resolvi começar pelas que são realizáveis. Surgirão outras pelo caminho, algumas metas poderão ser mudadas, mas essas são o início, a base.

E você? Tem alguma meta? Ou vai deixar o acaso te levar? Comente embaixo.

quarta-feira, 27 de dezembro de 2017

Retrospectiva introspectiva 2017

Saudações, ilustres visitantes!
Como estão vocês? Ainda enchendo o bucho de panetone? Ou bebendo todas neste fim de ano? Seja como for, divirta-se. Nesta última postagem do ano irei fazer uma retrospectiva do que me ocorreu de bom em 2017. Aconteceram algumas mudanças em comparação a 2016 e a maioria foi positiva.

Voltar a jogar bola

É como dizem, o importante é participar. Ainda que seja uma vez por semana. Isso que torna especial. A espera durante toda a semana dá ânimo para suportar o trabalho. Porque eu sei que vai ter um dia pra esquecer tudo de ruim. Eu sei que vou errar muitos chutes, vou acertar a canela de alguém e alguém vai acertar a minha... E no final chegarei em casa cansado, tomarei um banho e dormirei como um anjo.

A minha formatura

Após três anos e meio, correndo contra o tempo, lutando contra a vontade de desistir, finalmente aconteceu a formatura. Foi motivo de orgulho para mim e meus colegas. Nesse dia o tempo parecia não querer colaborar, choveu muito e molhou meus pés, mas mesmo assim cheguei a tempo para o ensaio. Ocorreu como tinha que ocorrer: todo mundo de capa preta, chapéuzinho quadrado e canudo na mão. Era dia de festa, o mais difícil (TCC) já tínhamos superado. Eu e o Elienai tínhamos combinado de encher a cara neste dia, mas o máximo que fizemos foi encher o bucho n'uma pizzaria.

Mudança de emprego

Foram quatro anos esperando por isso. No fundo todos sabemos que o concurso realizado em 2012 teve muita maracutaia. Algum “apadrinhado” da prefeita deu azar, porque eu estava lá para fazer aquela prova e passar em primeiro no cargo de almoxarife. Fiquei aguardando até o concurso expirar e nada  de ser chamado. Esse cargo era meu por direito. Por incentivo da minha estimada diretora, eu procurei uma advogada, e foi graças a ela que ganhei o processo e fui convocado no início deste ano. Moral da história 1: corra atrás dos seus direitos!
Saí do meu emprego anterior pela porta da frente, sabendo que fiz um bom trabalho, dei o meu melhor e fiz amigos (inclusive fizeram até uma despedida pra mim). O novo emprego não está sendo fácil, mas felizmente nenhum sofrimento é para sempre. Moral da história 2: não reclame do seu emprego atual, o próximo pode ser pior...rsrs

Entrar para a academia

Esse é o tipo de coisa que eu me pergunto: “Por que não fiz isso antes?”. Passaram-se as férias e eu só fui começar em Junho. Antes eu ficava com receio de fazer academia. Ficava pensando "lá vai estar cheio de cara bombadão de um lado, as gostosonas do outro e só eu de gordinho destoando do resto". De fato, haviam os caras bombados e as gostosonas, mas também tinha gente assim como eu, pessoas comuns. E com um pouco de sacrifício e muita dedicação consegui perder (até o momento) 11 kg. Estou feliz com essa nova rotina. O próximo objetivo é ficar grandão...Hahahaha! Futuro Mister Olympia 2018!!!


Parei de beber

Sim, é verdade. A minha decisão de ficar fininho me levou a outras atitudes. Parei de tomar cerveja. Não que eu fosse um bebedor profissional, mas umas três vezes por semana eu bebia. Parei com os refrigerantes e consumir pasteis de feira também. Só de vez em quando, abro pequenas exceções, como ir à sorveteria. Mas no dia seguinte eu compenso correndo o dobro na esteira.

Construção do meu quarto

Durante aeons dormindo na sala, tendo a privacidade invadida como se fosse a casa da mãe joana. Finalmente consegui ter o meu espaço. Agora eu tenho uma estante só pra mim, onde eu posso enche-la com livros, mangás, CDs e outras quinquilharias sem ter alguém colocando a mão, como se colocam as mãos nas frutas da feira. Meu quarto, só meu... meu... mwahahahaha!
É até engraçado lembrar que, onde estou escrevendo este post, no início do ano era um fundo de quintal cheio de mato. Agradecimentos especiais ao meu cunhado Fausto, que lançou a ideia e me ajudou nas suas horas livres.

Voltar a colecionar HQs/mangás

Comecei a comprar HQs durante a minha infância, de 1998 até meados de 2000. Depois parei por falta de recursos próprios. Voltei a comprar alguns mangás de CDZ em 2003. Desde então fiquei um longo período sem comprar nada do gênero. E neste ano, pós a ida ao Anime Friends, eu voltei a ter aquele brilho nos olhos em relação aos mangás.
Atualmente estou lendo Fullmetal Alchemist, Noragami, Dr. Slump, e Inuyashiki. Adquiri outros títulos nem tão badalados como Quem é Sakamoto?, Assassination Classroom e Your lie in April (este último vou esperar chegar ao volume 6 para começar a ler). E recentemente encontrei alguns sites que vendem HQs antigas em formatinho. Cara, eu fiquei maluco. Finalmente eu estou podendo completar as sagas que eu lia (na época com uns 11 anos) e não tinha condições de acompanhar até o final. Nem quero fazer as contas de quanto estou gastando nessa brincadeira. Essa foi a forma que encontrei de preencher o meu vazio existencial...rsrsrs

E estes foram alguns dos principais acontecimentos em minha vida neste 2017. Houve outros acontecimentos, como a ida ao Anime Friends (já fiz postagem sobre isso), ou como estou aprendendo a ser generoso, presenteando pessoas especiais em minha vida. Enfim... Estou feliz pelas  minhas realizações e adoção dos novos hábitos. Ano que vem tem a faca e o queijo na mão para ser melhor ainda.

Se não nos vermos mais, desejo a todos um Feliz Ano Novo!!!

domingo, 10 de dezembro de 2017

[Fiasco] Peruíbe Fest 2017

Saudações, meus caros visitantes!
Esta é mais uma postagem fantasma. O que significa que não será divulgada. Mas quem entrar aqui terá o privilégio de ler.

Aconteceu no domingo (dia 3 de dezembro), pela segunda vez em 2017 o Peruíbe Anime Fest. Ao que parece o evento foi pouco divulgado. Fiquei com grande expectativa, tanto que reservei uma boa quantia para investir em mangás. Sim, eu considero mangá um investimento cultural. Chegamos ao evento com o tempo nublado.

Como foi o movimento?

Esta imagem resume tudo.

Atrações pouco desconhecidas e raríssimas pessoas fazendo cosplay. O mais interessante foi o menininho fazendo cosplay de Luffy e gritando “eu quero ver sangue”. Melhor ainda foi assistir a luta entre Jesus x Judas no duelo de espadas. Não sabíamos os nomes dos duelistas, então como um era barbudo e cabeludo ficou sendo o Jesus, o outro que havia acertado um golpe baixo, obviamente, ficou com a alcunha de Judas.

Uma senhora (ao que me parece, fazia parte da organização do evento) tentava bravamente convencer os gatos pingados a prestigiar o evento. "Lá em cima está tendo tal coisa, está sendo legal, vão lá ver".

As compras...
Não tinha a barraquinha de mangá. O que cogitei comprar foram os bonequinhos, também conhecidos como “action figures”...  Tinha alguns legais, como o Gavião Arqueiro e do Pistoleiro. Mas não sou fã deles... o que eu queria mesmo era o do Capitão Marvel. Porém o acabamento da pintura não me agradou muito.
Parecia que eu sairia de lá de mãos abanando, mas eis que surge entre as névoas da desesperança uma caixa cheia de formatinhos. Opa! Não pensei duas vezes em revirá-la. Comprei algumas edições pelas capas que mais me chamaram a atenção e estavam em bom estado.

O evento se encerraria às 18 horas, mas devido ao fraco movimento algumas bancas começaram a desarmar por volta das 15:00 horas. Dali em diante nos restou encostar no muro da quadra e conversar para passar o tempo.

E esta foi a minha visão do evento... uma pena, eu estava disposto a gastar até o último centavo. Mas quem sabe no ano que vem... Até a próxima!

domingo, 26 de novembro de 2017

[Retrato] Iza II

Saudações, ilustres visitantes!!!
Como estão vocês?
Eu já estava sentindo a mão enferrujar depois de um tempo sem desenhar. Mas aqui estamos nós novamente. Eu já havia feito um desenho dessa menina ano passado, mas achei que poderia fazer melhor, então peguei outra foto bonitona dela e comecei os rabiscos.
*Prancheta sobre o teclado e nos fones tocando Stratovarius... É assim que eu me sinto confortável para desenhar.

Esboço inicial sem apertar muito o lápis e definido levemente as áreas a serem escurecidas do cabelo.


Usando um lápis mais escuro no cabelo... Iniciando o sombreado no rosto.

Usando um lápis mais escuro ainda para preencher as listras da roupa.

Finalizado com esfuminho suavizando as sombras. Fundo degradê, contrastando com a pele clara e ao mesmo tempo com as orelhinhas pretas no arco. Esta foi a primeira vez que usei verniz e gostei do resultado. Além de fixar o grafite ao papel, também retirou o brilho excessivo.

Materiais utilizados:
- Lápis comum (N°2)
- Lápis 4B, 6B e 8B
- Esfuminho
- Estilete
- Verniz fosco 

Espero que tenham gostado. Se puderem deixem um comentário, alguma crítica ou sugestão para o próximo desenho.


Divulgação
Antes de encerrar a postagem, peço de deem uma olhada no vídeo abaixo. Se você gosta de kpop, ou assim como eu, gosta de implicar com quem gosta de kpop, recomendo que visite o canal da Iza no youtube, Kpopper Fabulosa. Tenho certeza que você irá se divertir.



Até a próxima!

domingo, 5 de novembro de 2017

Fabulous Kpopper IG [parte II]

Saudações, ilustres visitantes!!!

Faz quase um mês desde a última postagem. Eu sei, eu não devia estar tão relaxado. Mas não tem como ser diferente. Enfim, aqui está a segunda parte da última série que tenho feito sobre esta adorável personagem.
Para ver a postagem anterior clique aqui.


IG - "I'm the best"
1 - Scan da ilustração feita à mão;
2 - Linework feita no PaintTool SAI;
3 - Colorização no GIMP, somente cores chapadas.

Esta eu fiz baseado em uma foto da CL, na imagem original estava com as duas mãos na cintura e fazendo uma cara de paisagem. Pra quebrar o gelo eu coloquei um "finger heart"... Acho que funcionou. 

IG - "bizarre"
O mesmo processo da ilustração anterior:
1 - Scan da ilustração feita à mão;
2 - Linework feita no PaintTool SAI;
3 - Colorização no GIMP, somente cores chapadas.

Esta última foi a que deu mais trabalho por conter muitos detalhes. Inclusive tive de aprender mais alguns truques, como distorcer uma imagem real para encaixar na roupa.

Antes de finalizar a postagem, deixo abaixo a indicação de um vídeo do canal Kpopper Fabuosa. ^^
Espero que tenham gostado. E voltem sempre!

domingo, 8 de outubro de 2017

Fabulous Kpopper IG [parte I]

Saudações, ilustres visitantes!
Pensaram que o I.N.D.Q. tinha acabado?! Não foi dessa vez!

Com tanta porcaria por aí sendo chamada de arte, eu não poderia ficar parado. 
E para celebrar a volta de quem não foi, voltamos aos trabalhos com bastante inspiração, almejando sempre a beleza, a graciosidade, a perfeição e um certo nível de complexidade! Assim deve ser a arte! (Ao menos eu penso dessa forma).

IG - "cuteness"

O uso de fotos reais são de grande ajuda quando se busca por uma pose específica.
No caso, busquei por algo que exalasse fofura.
E aqui temos o desenho feito à mão, já passado a caneta preta nos traços à lápis.

Após digitalizado, usei o Paint Tool SAI para fazer a linework e corrigir alguns errinhos. (se você não tem tremedeira na mão, pode pular esta etapa).

Primeira etapa de colorização: aplicação das cores chapadas.
Como num quebra cabeça, aos poucos a ilustração foi ganhando forma.

Aplicadas as sombras e os brilhos, tinha de por um fundo para finalizar com chave de ouro.


IG - "cuteness attacks again"

Desenho a lápis da segunda ilustração. Novamente usando fotos reais como referência para a pose e algumas sugestões de roupas tiradas a partir de alguns MVs de Kpop.
Não vou dizer quais foram, descubra por si mesmo...rsrs
E sim, orelhinhas são indispensáveis.
















Talvez você ache cansativo toda postagem com desenhos mostrando o passo a passo. Mas acontece que eu gosto de mostrar a evolução da ilustração.
Então... prosseguindo, aqui temos a linework... Relembrando que orelhinhas de gato são indispensáveis, conforme pede a cliente. ^^














Como podem ver, mantive o padrão no estilo do cabelo. Aliás, adoro essa palavra: "padrão". É sempre bom ter em seus desenhos.
Novamente, quem não gosta de rosa vai arrancar os cabelos, pois temos nas cores chapadas no mínimo três variações...rsrs














E aqui temos a ilustração da nossa IG Kpopper Fabulosa finalizada. Desta vez coloquei uma cor diferente no fundo e um efeito degradê. Pareceu uma personagem de anime? Se sim, essa realmente era a intenção!


Essa é a parte I, em breve haverá a parte II.
E se você quer saber a verdadeira finalidade dessas ilustrações, clique aqui.
Hasta la vista!

quinta-feira, 31 de agosto de 2017

Crônicas de Wagner Krieg: Movido pelo etanol, premiado pela sinceridade

Saudações, raríssimos visitantes!

O que fazer quando não se tem tempo para criar conteúdo para postar? Encher linguiça ou abandonar o blog? Eu poderia criar um série de posts com conteúdos pessoais. Mas a quem interessaria curiosidades de uma vida entre milhares que há no mundo? À ninguém. Então para não encerrar este mês sem ao menos uma mísera postagem, aqui vai mais uma crônica de inspirada em um passado não muito distante.


Crônicas de Wagner Krieg: Movido pelo etanol, premiado pela sinceridade

Era final de ano, enquanto Wagner atendia uma senhora no minúsculo balcão, um sujeito adentra os portões da escola Khan-il. Procurando se informar pergunta a quem vê pela frente:

— É aqui que ‘studa à noite, é? Vai dar material, vai?

Enquanto atendia a senhorinha no balcão, o secretário já ia observando a peça que ia atender. O sujeito estava segurando as paredes, piscando os olhos rapidamente, cara inchada, suando que nem uma cachoeira... A senhora foi embora e o próximo a ser atendido seria o rapaz, obviamente.

— Muito bem, e o senhor?

— Eu quero ‘studar à noite, tem vaga?

Quando o sujeito se aproximou, Wagner sentiu uma tontura. Queda de pressão? Não. Era pelo bafo de cachaça do rapaz. Pra completar, ele não enxergava bem, então colocava a cabeça bem próxima ao papel que Wagner preenchia.

— Sim, tem vaga. Mas como este ano praticamente já terminou, sua matrícula vai ficar garantida para o ano que vem.

— Tá, mas o material eu pego agora?

— Que material?

— Material de ‘studar. (hic)

— Se a prefeitura... Se a prefeitura distribuir para as escolas, entregaremos ao senhor no início do ano.

— Tá bom.

— Qual o endereço do senhor?

— É Rua... Gons(hic)...Gonsdasiva, númuro 10, Veneza...

— An? Não entendi. Faz o seguinte, depois o senhor me traz uma cópia do comprovante de residência.

— Pode’xá, eu trago hoj’o’amanhã...

— O senhor assina?

— Onde que eu assino? Assinar é (hic) comigo mesmo.

O rapaz portador de embriaguez temporária assinou o primeiro nome em linhas tortas, nas portas da percepção e ficou todo contente.

— É só isso? Eu num levo nada?

— Como assim?

— Um troquinho (hic)...pra ajudar a comprar um corote de pinga.

Sem hesitar, Wagner abriu a carteira, tirou dois reais e deu para o rapaz.

— Se me dissesse que era pra tomar café eu não daria. Mas como o senhor foi sincero, achei por bem ajudar. 

— Obrigado (hic). Deus lhe pague.

— Até mais. Só tome cuidado com o vento de noroeste.

FIM